12.RESPONSABILIDADE SOCIAL

R$ 81 mi em investimentos sociais desde 2006

A Fundação CSN chega aos 50 anos investindo em pessoas

A responsabilidade social está nos valores da CSN. No ano do aniversário de 70 anos da Companhia, a Fundação CSN completa 50 anos de atuação com a missão de desenvolver políticas socialmente responsáveis.

O valor investido entre os anos de 2006 e 2010 ultrapassa R$ 81 milhões. Em 2010, os investimentos foram de R$ 14,9 milhões nas áreas de educação, cultura e esporte.

Mais do que patrocinar ações nesses setores, a CSN está preocupada com o impacto social nas comunidades em que atua. Por isso destacou uma gerência dentro da área de projetos para diagnosticar os anseios locais. Verificou-se que as principais demandas são de desenvolvimento profissional. Em algumas delas, as operações da CSN tornam-se naturalmente a principal oportunidade de emprego, o que aumenta a responsabilidade e a chance de capacitar a população local.

PATROCÍNIOS

Além das iniciativas propostas e executadas pela Fundação, a CSN patrocinou em 2010 projetos culturais e esportivos de entidades e empresas, rigorosamente selecionados, utilizando os mecanismos de incentivo fiscal. Entre outros projetos, foram patrocinados:

Na área da Infância e Adolescência, a CSN apoiou projetos de instituições inscritas junto aos Conselhos Municipais de Direitos da Criança e do Adolescente. Entre as entidades apoiadas, podemos destacar o GRAACC (Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer), com seu projeto de ampliação das instalações, e o Instituto Deco 20, do jogador de futebol do Fluminense.

ENSINO PROFISSIONALIZANTE

Em Volta Redonda (RJ) e Congonhas (MG), a CSN mantém tradicionais instituições de ensino profissionalizante, maximizando a utilização de recursos humanos locais em suas operações.

A Escola Técnica Pandiá Calógeras (ETPC), em Volta Redonda, prepara profissionais para o mercado de trabalho e também para o vestibular. Em 2010, foram 1.073 alunos matriculados, e a ETPC ofereceu 238 bolsas de estudo integrais e 169 parciais de 50%. Realizou ainda o Curso Capacitar Siderurgia, com cinco turmas, cada uma com duração de quatro meses e total de 178 alunos, selecionados por meio de concurso. O curso é gratuito e os alunos ainda recebem uma bolsa de um salário mínimo federal por mês enquanto estão estudando.

Em Congonhas, o Centro de Educação Tecnológica General Edmundo Macedo Soares e Silva (CET) contribui há quase 50 anos na capacitação técnica dos estudantes, oferecendo profissionais treinados para as empresas da região do Alto Paraopeba. Em 2010, ofereceu 65 bolsas integrais e 15 bolsas parciais nos cursos médio/técnico e técnico. O CET estabelece também parcerias com entidades externas, como o PEP (Programa de Educação Profissional, do Governo de Minas) e a prefeitura municipal de Congonhas, que possibilitaram que 185 alunos estudassem com bolsa integral. Outras 48 bolsas integrais foram ofertadas dentro do Curso de Aprendizagem Industrial, patrocinado pela CSN. Esses 48 alunos receberam também uma ajuda de custo mensal durante o curso.

O Projeto Hotel-Escola Bela Vista, em Volta Redonda, oferece capacitação em serviços de hotelaria para jovens em situação de risco social na região sul-fluminense, na faixa etária de 18 a 25 anos. A cada semestre, por meio de parceria com os Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) das prefeituras do sul-fluminense, são selecionados 80 jovens para participar do projeto. É importante ressaltar que a região conta com grande demanda por mão de obra qualificada para o setor de serviços, de maneira que grande parte dos jovens que passam pelo HotelEscola saem do curso já empregados por hotéis, restaurantes, hospitais e empresas de eventos da região. Dez por cento das vagas do curso são reservadas a jovens que estão cumprindo medidas socioeducativas a partir de parceria com o Degase/RJ.

1.904 jovens atendidos pelo Projeto Garoto Cidadão

PROJETOS SOCIOCULTURAIS

Projeto Garoto Cidadão

Iniciado em 1999, o objetivo do projeto é estimular o desenvolvimento social, educacional e emocional de seus participantes por meio da cultura e, assim, favorecer a formação de cidadãos bem informados, sensibilizados para perceber o mundo com consciência crítica. O projeto é voltado para crianças e adolescentes da rede pública de ensino (entre 6 e 16 anos) em situação de vulnerabilidade social. O projeto acontece em parcerias com os governos locais e funciona no contraturno da escola, oferecendo oficinas de música, teatro, dança, artes visuais, inclusão digital e aulas de português e matemática.

O ano de 2010 foi destaque por aumentar o número de beneficiados e baixar o custo per capita do projeto. O número de crianças e adolescentes quase dobrou em relação a 2009, atingindo o total de 1.904 participantes. Desde 2007, o custo per capita do projeto vem sendo reduzido paulatinamente. No ano de 2010, o custo da operação per capita/mês caiu de R$ 221,47 para R$ 136,10, uma redução de 38,6%, sem comprometimento da qualidade do atendimento.

O Projeto Garoto Cidadão está presente em Itaguaí e Volta Redonda (RJ), Congonhas e Arcos (MG), Araucária (PR) e Mogi das Cruzes (SP), cidades onde a CSN está presente. Em 2011, o processo de expansão será continuado, com previsão de inauguração de unidades no Nordeste.

Um Caminhão para Jorge Amado

Reconhecido internacionalmente como um dos grandes escritores brasileiros, o baiano Jorge Amado foi, em 2010, a estrela do Projeto Um Caminhão para Jorge Amado em Três Momentos. A iniciativa é a segunda da série depois do sucesso do Projeto Um Caminhão para Ziraldo – Ziraldo de A a Z, que, entre 2006 e 2009, percorreu 20 estados brasileiros e foi visto por um público estimado de 360 mil pessoas.

Trata-se de um caminhão-palco itinerante que visita diversas cidades com apresentações de teatro. Por meio das artes cênicas, apresenta ao público dois textos clássicos de Jorge Amado: Capitães da Areia e O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá.

Centro Cultural Fundação CSN

Com o objetivo de disseminar e ampliar o acesso da comunidade de Volta Redonda às artes, o Centro Cultural tem o desafio da transformação social através da cultura. Suas ações envolvem a promoção de seminários, oficinas, workshops, palestras, exposições, apresentações musicais e teatrais, além de exibições de filmes.

O Projeto Galeria de Arte, por meio de suas exposições, cursos, oficinas e seminários, estimula e promove artistas que trazem propostas inovadoras de arte contemporânea, aliando a investigação e o debate da prática artística, além de realizar importante ação educativa junto às redes públicas de ensino da região.

Orquestra Jovem se apresentou para mais de 7 mil pessoas

Orquestra Sinfônica Jovem da Fundação CSN

Uma orquestra formada por 85 jovens músicos em situação de vulnerabilidade social. Selecionados por edital público, os participantes são inseridos na formação orquestral, complementando o aprendizado com as atividades das oficinas de canto coral, técnica vocal, teoria e percepção musical e história da música.

Em 2010, a Orquestra apresentou os espetáculos Concerto Especial com Wagner Tiso e Lô Borges, Concerto de Agosto, O Mundo Maravilhoso de Monteiro Lobato, todos em Volta Redonda (RJ); Natal de Luz, em Petrópolis (RJ); e apresentação do Concerto Beatles Sinfônico, em Mogi das Cruzes (SP). O público total chegou a 7.300 espectadores.

Orquestra de Tambores de Aço

Formada por integrantes da Orquestra Sinfônica Jovem e da Comunidade, oriundos, sobretudo, do Projeto Oficinas Culturais, a Orquestra de Tambores de Aço da Fundação CSN é uma das pioneiras no estilo Steel Drums no Brasil. Criada em 2008, já realizou apresentações para um público de cerca de 5 mil espectadores. Destaques em 2010: a Expo Aço (abril); recepção ao príncipe da Bélgica (maio); concerto em Volta Redonda (setembro).

Oficinas culturais

As oficinas culturais são orientadas por produtores e artistas, entre músicos, atores, pintores e dançarinos, possibilitando que crianças, jovens e adultos tenham acesso a atividades culturais. Em 2010, as oficinas atenderam cerca de 1.200 pessoas da comunidade, inclusive jovens encaminhados por convênios firmados com APAE e Degase/RJ.

Projeto Fonoteca

A Fundação possui um valioso acervo fonográfico, composto de 16 mil discos de 33 e 78 rotações e mais 3 mil partituras, material da extinta Rádio Siderúrgica Nacional, de Volta Redonda. O acervo, restaurado, é disponibilizado para a comunidade para pesquisa, lazer e preservação da memória do rádio. Em 2010, o Projeto Fonoteca passou a ministrar cursos livres voltados para jovens em cumprimento de medidas socioeducativas a partir de parceria com o Degase/RJ.

PROJETOS SOCIOESPORTIVOS

Programa Esportivo Social (PES)

O Programa Esportivo Social da Fundação CSN (PES), iniciado em 2010 com apoio do Ministério do Esporte e do CONANDA, consiste em desenvolver uma série de atividades para 320 crianças e adolescentes, e seus familiares, em situação de vulnerabilidade social, oriundas da rede pública de ensino das cidades de Volta Redonda, Barra Mansa e Barra do Piraí (RJ).

Por meio de cursos, palestras educativas e oficinas, são desenvolvidas as modalidades esportivas de futebol, voleibol, badminton, tênis e judô para jovens de 7 a 18 anos. As atividades ocorrem nos espaços esportivos do Recreio do Trabalhador, que a Fundação CSN mantém em Volta Redonda.