FAQ

ENERGIA

1) Quais são os ativos da CSN no setor de energia elétrica?

O Negócio Energia da CSN é representado pelas suas participações nas usinas hidrelétricas de Itá e de Igarapava, além da central termelétrica e turbina de topo localizadas na Usina Presidente Vargas, em Volta Redonda (RJ). A CSN também tem uma empresa que atua no ramo de comercialização de energia elétrica, a CSN Energia.

2) Qual o percentual de participação da CSN nos ativos de Energia?

A CSN tem 29,50% da Usina Hidrelétrica de Itá; 17,92% na Usina Hidrelétrica de Igarapava; e participação integral na central termelétrica e na turbina de topo, na UPV. Já a estrutura societária da CSN Energia é composta pela participação de 99,999% da CSN e 0,001% da Companhia Metalúrgica Prada (controlada da CSN).

3) Quais os projetos da CSN no ramo de energia elétrica?

A CSN, através da CSN Energia, avalia projetos de energia renovável para aumento da capacidade de geração do grupo, seja para tratar a energia como Insumo (atividade de autoprodução) ou para tratar a energia como negócio (venda no ACL ou em leilões do ACR). Além disso, a CSN desenvolve projetos que visam a pesquisa e desenvolvimento e a conservação de recursos energéticos (eficiência energética). Conheça melhor nossos projetos.

CIMENTOS


1. Qual a diferença entre os tipos de cimento da CSN?

A principal diferença está na proporção dos materiais utilizados na sua composição e na sua resistência final. Os tipos CP II E 32 e CP II E 40 têm de 6% a 34% de escória (resíduo de alto-forno), enquanto o CP III 40 RS tem um teor maior, de 35% a 70% na composição.

Para mais detalhes sobre os produtos consulte nossa página de cimentos.

2. A coloração do cimento tem alguma influência na sua qualidade?

A coloração mais clara ou mais escura não interfere na qualidade do produto, sendo relacionada com a origem da matéria prima e as adições utilizadas. Por isso recomendamos que você utilize a mesma marca e tipo de cimento durante toda obra.

3. Como devo armazenar o cimento?

O cimento deve ser estocado em local seco, coberto e fechado, longe do contato com água e afastado do chão e das paredes. É recomendável iniciar a pilha de sacos de cimento sobre um estrado com empilhamento máximo de dez (10) unidades, caso contrário os grãos dos primeiros sacos ficarão endurecidos, sendo necessário afofá-los antes do uso.

4. O cimento possui prazo de validade?

O prazo de validade do cimento deve ser acompanhado. É recomendável que o produto ensacado seja utilizado até 90 dias após a data de fabricação, respeitando as condições de armazenagem.

5. Qual o tempo de secagem do cimento CSN?

O início de pega (ou secagem) depende de cada tipo de cimento. O cimento CP III 40 RS possui tempo de secagem de aproximadamente 5 horas e o CP II E 32 e 40 de aproximadamente 4 horas.

6. O cimento da CSN é ambientalmente sustentável?

Sim. O cimento da CSN pode ser considerado o mais ecológico dentre os produzidos no Brasil, uma vez que aproveita a escória de alto-forno (rejeito das siderúrgicas) para sua produção, o que reduz a exploração de reservas naturais de calcário e argila e quantidade de CO2 na atmosfera.

7. Qual a vantagem de ter escória na composição do cimento?
  • Evita trincas devido ao ganho de resistência de forma lenta e gradual;
  • Apresentam menor porosidade se comparados ao cimento sem escória;
  • Alta eficiência em meios agressivos como: esgotos, armazéns de fertilizantes e ambientes marítimos;
  • Ganho contínuo de resistência à compressão mesmo após os 28 dias;
  • Ambientalmente sustentável uma vez que reduz a exploração de reservas naturais de calcário e argila e a quantidade de CO2 no meio ambiente.
8. A quantidade de areia e água utilizada na mistura da argamassa tem influência na sua resistência?

Sim. Água a mais ou a menos pode comprometer o comportamento do concreto ou da argamassa, influenciando diretamente a resistência à compressão. Recomenda-se que você utilize sempre areia e brita na quantidade certa de acordo com a indicação da proporção.

9. Posso utilizar o cimento da CSN em todas as obras?

Sim. Você pode utilizá-lo desde a fundação até o acabamento de suas obras, respeitando o tempo de secagem da argamassa. A escória de alto-forno utilizada na composição do cimento resulta em um material de alta qualidade, mas com custo mais atrativo.

10. Preciso comprar cimento para uma obra que terei aqui em casa. É possível comprar direto da CSN?

É necessário ser pessoa jurídica do ramo da construção civil e ter cadastro na CSN para realizar a compra. Entre em contato através do sac.cimentos@csn.com.br ou através da nossa central de relacionamento ao cliente (SAC) - 0800 2828-200 para obter informações sobre os revendedores mais próximos.

11. Como faço para ser revendedor do Cimento CSN?

É necessário ser pessoa jurídica do ramo da construção civil e ter cadastro na CSN. Entre em contato pelo e-mail vendas.cimentos@csn.com.br ou por meio da nossa central de relacionamento com o cliente (SAC) - 0800 2828-200.

SIDERURGIA


1. Onde posso encontrar informações sobre os produtos da CSN?

No site da CSN é possível encontrar informações sobre todos os produtos que a empresa oferece. Acesse o link relacionado a cada produto: Laminados a Quente, Laminados a Frio, Folhas metálicas, Pré-pintados, Galvanizados, Vergalhões, Cimentos e Coprodutos químicos.

2. O aço é um produto ecologicamente sustentável?

Sim. O aço é uma das matérias-primas que menos agridem o meio ambiente, pois utiliza sucata ferrosa para sua produção, proporcionando economia de recursos naturais e de energia. Pode-se utilizar até 80% de sucata como matéria-prima para a produção do vergalhão e de até 15% para aços planos. O processo de reciclagem diminui o consumo de energia, o descarte do material no meio ambiente e também ajuda na preservação de recursos naturais, evitando a extração de matéria-prima e emissões de CO2 na atmosfera. Além disso, muitos dos produtos gerados durante sua produção podem ser reutilizados para a fabricação de novos materiais. A escória de alto forno, por exemplo, é reutilizada para a produção do Cimento CSN.

3. O aço gera coprodutos durante sua produção?

Sim. Estima-se que, a cada tonelada de aço produzido, são gerados de 500 kg a 600 kg de coprodutos que podem ser reutilizados em outros segmentos, como química fina, agronegócio, indústria de alumínio, borracha, polímeros, couro, metalurgia, cimentos e como matéria-prima em outras atividades. Dentre os subprodutos, pode-se citar: alcatrão, amônia, BTX bruto e enxofre. Para maiores informações acesse o link.

4. É possível comprar subprodutos obtidos durante a produção do aço?

A CSN tem uma área chamada de Coprodutos químicos que é responsável pela venda de coprodutos gerados a partir da produção do aço. A comercialização pode ser feita tanto no mercado nacional quanto com empresas estrangeiras. A unidade comercial tem grande integração e sinergia com a área do Meio Ambiente da CSN evitando que sejam armazenados em aterros sanitários ou descartados no meio ambiente. Para entrar em contato com a área comercial de coprodutos e químicos, envie uma mensagem para produtosnaoaco@csn.com.br ou ligue para (11) 3049-7312/7120/7265.

5. A CSN tem algum contato comercial?

A CSN tem contatos comerciais de acordo com a área de negócios/serviços. Entre em contato com o nosso fale conosco por meio deste link e obtenha mais informações.

6. É possível agendar uma visita à Usina Presidente Vargas? Qual o procedimento?

Estamos em formulação de um novo procedimento para visitas à Usina visando melhorar ainda mais o atendimento aos nossos visitantes. Para mais informações entre em contato conosco: (24) 3344-5791 - visitas@csn.com.br.

7. Quais as vantagens de construir em aço?
  • Menor prazo para a construção da obra;
  • Maior organização e rapidez na montagem;
  • Melhor utilização do espaço disponível na obra, evitando depósito desnecessário de material de construção e entulho;
  • Possibilidade de construções com grandes vãos livres;
  • Colunas altas, possibilitando maior área útil nos andares;
  • Fundações mais baratas devido ao menor peso da estrutura;
  • Facilidade de modificação futura (reforço, ampliação);
  • Capacidade de absorver impactos causados por terremotos e colisões ou por fenômenos da natureza que tenham baixa probabilidade de ocorrência.
8. O que significa a expressão ‘OEM‘?

OEM é uma expressão em inglês que quer dizer "Original Equipment for Manufacturers". Na CSN, OEM engloba materiais como botijões, cilindros, tambores, motores elétricos e implementos agrícolas. Informações referentes a OEM podem ser obtidas neste link.

9. A CSN tem centro de serviços para corte de bobinas e chapas?

Sim. Visando proporcionar aos nossos clientes uma maior produtividade, economia de custos e qualidade do produto final, a CSN tem centros de serviços que realizam serviços de corte e dobra de chapas e de vergalhões.

Você pode consultar os tipos de serviços de corte disponíveis para cada produto em link serviços de corte. A CSN tem diversas unidades altamente capacitadas em todo o país.

Para saber mais sobre os serviços de corte disponíveis da CSN acesse.

DÚVIDAS TÉCNICAS DE PRODUTO

1. Dentre as chapas de aço galvanizadas existe diferença de desempenho entre o Cristal Normal (CN) e o Cristal Minimizado (MI)?

Não. A diferença entre o Cristal Normal e o Cristal Minimizado é apenas visual. Caso tenham camadas equivalentes (mesma quantidade de zinco por m² na superfície) de forma geral terão desempenho igual. Os tipos de acabamento podem ser visualizados através deste link.

2. Nos aços planos, por exemplo, chapas utilizadas na construção civil, qual diferença entre as tolerâncias dimensionais "Mean to High" e "Mean to Low"?

Mean to High pode ser entendido como a variação da espessura na faixa superior, por exemplo, quando puder ter até 5% a mais da dimensão pré-determinada; já Mean to Low entende-se como sendo a variação referente à faixa inferior. Podem existir também as variações chamadas "simétricas", com tolerâncias na dimensão tanto da faixa superior quanto inferior das chapas.

UNIDADE DE MERCADO: EMBALAGENS

1. Quais as vantagens de se utilizar a embalagem de aço?
  • São materiais recicláveis;
  • Tem propriedades magnéticas que tornam mais fácil a recuperação e reciclagem;
  • Oferece maior preservação e proteção aos alimentos;
  • Maior prazo de validade para os alimentos à temperatura ambiente, incluindo carnes e outros comestíveis;
  • As vitaminas e minerais são mantidas e o sabor permanece fresco por mais tempo.
2. Como devo armazenar embalagens de lata de aço?

As embalagens devem ser mantidas em locais limpos, secos, arejados e ao abrigo do sol. Apesar de possuírem revestimento próprio para a proteção que retardam o processo de envelhecimento, a oxidação (ou ferrugem) é um processo natural que ocorre em embalagens metálicas. Sendo assim devem-se evitar condições inadequadas de umidade e temperatura para prolongar o tempo de vida do produto armazenado.

3. Caso me corte com uma embalagem de aço, corro o risco de contrair alguma doença, como tétano?

Depende, o tétano é uma doença causada por microorganismos presentes em muitas superfícies. Sendo assim, qualquer material contaminado (metálico ou não) pode causar tétano.

4. Como os alimentos enlatados são feitos?

A sequência dos passos e o tempo necessário para o processamento se difere de acordo com o tipo de alimento, uma vez que alguns são mais perecíveis e sensíveis a variações de temperatura que outros. Você pode visualizar o processo de envase acessando esse link.

5. A durabilidade dos alimentos enlatados é a mesma que de materiais armazenados em outras embalagens?

A durabilidade dos alimentos enlatados vai depender do tipo de alimento. Como são hermeticamente fechados e cozidos dentro da própria lata, eles têm maior durabilidade sem a necessidade de conservantes. Desde que fechados, os enlatados têm seu sabor e suas propriedades nutricionais preservadas por mais tempo à temperatura ambiente. Além disso, são mais seguras uma vez que apresentam maior resistência e impedem a passagem de luz e oxigênio, conservando o produto por mais tempo na prateleira ou em casa.

6. Latas amassadas comprometem a qualidade dos alimentos?

As embalagens de alimentos são revestidas por uma camada protetora elástica. Mesmo quando amassadas não há comprometimento da qualidade dos alimentos. Entretanto, recomenda-se não consumir alimentos de embalagens perfuradas ou estufadas, pois indicam falha no processamento do produto.

MINERAÇÃO


1. Quais são as atividades de mineração realizadas pela CSN?

A CSN produz minério de ferro, cassiterita e calcário/dolomita por meio das empresas CSN Mineração S.A, Ersa e CSN Arcos, respectivamente.

2. O que é a CSN Mineração?

A CSN Mineração é uma mineradora que se coloca como uma das principais players do mundo. O forte posicionamento competitivo da empresa é possibilitado pela operação de grande escala e integração logística, desde a mina até a exportação. Para mais informações vide

3. Onde se localiza a operação da CSN Mineração?

Os complexos de Casa de Pedra e Pires localizam-se no município de Congonhas, em Minas Gerais; e o terminal portuário Tecar localiza-se na cidade de Itaguaí, no Rio de Janeiro. Fora do Brasil, a CSN Mineração S.A. tem escritórios comerciais localizados em Viena e Hong Kong.

4. Qual a utilização do minério de ferro?

O minério de ferro é a principal matéria-prima para a fabricação do aço. Por sua vez, o aço é utilizado em diversos setores produtivos, como automobilístico, linha branca e construção civil.

5. Há diferentes tipos de minério de ferro?

Sim, os produtos do minério de ferro são basicamente classificados com base no tamanho da partícula, e são premiados ou penalizados no mercado com base nas suas características químicas, como ferro e sílica. Para saber mais sobre os produtos comercializados pela CSN Mineração S.A. vide

6. Como comprar o minério de ferro da CSN?

De acordo com o país de destino do minério de ferro, a venda é realizada por um de nossos escritórios comerciais. O escritório de Viena é responsável pelas vendas destinadas à Europa, ao Oriente Médio e à Índia. O escritório de Hong Kong é responsável pelas vendas destinadas à China, ao Japão, à Coreia do Sul, a Taiwan e aos demais países asiáticos. Por fim, a equipe comercial instalada em Casa de Pedra é responsável pelas vendas destinadas ao mercado doméstico. Para saber mais vide

SUSTENTABILIDADE


1. A CSN é certificada pela ISO 14001? Informação atualizada

Sim. As unidades certificadas são: Usina Presidente Vargas - UPV (RJ), Casa de Pedra (MG), CSN Porto Real (RJ), CSN Paraná (PR), Arcos (MG), Tecon (RJ) e Prada Distribuição (SP). As demais unidades estão em processo de implantação do sistema de gestão ambiental e vêm seguindo um programa corporativo para sua progressiva certificação pela ISO 14001.

2. A CSN mantém um canal de comunicação com a comunidade?

A CSN mantém canais de comunicação sobre assuntos ambientais relacionados com suas operações, sempre abertos com a comunidade. Os principais veículos são a Linha Verde CSN (0800 2824440), uma linha nacional de discagem gratuita, e o endereço eletrônico meio.ambiente@csn.com.br , ambos abertos para receber reclamações, sugestões e dúvidas da comunidade sobre as questões ambientais da empresa. A pessoa que demanda a informação recebe resposta formal da CSN.

Demais projetos ambientais ligados às comunidades são conduzidos pela Fundação CSN www.fundacaocsn.org.br , cujo link pode ser acessado nesse portal.

SUPRIMENTOS


Todas as áreas de suprimentos utilizam a ferramenta Ariba?

Sim, todas as áreas de Suprimentos irão utilizar a ferramenta Ariba para seus processos concorrenciais.

Ainda não fiz a adesão, como posso contatar o time do Ariba?

Caso sua empresa ainda não tenha realizado a adesão comercial ao Portal Quadrem/Ariba, pedimos que entre em contato com o agente da Ariba que o contatou anteriormente ou através dos seguintes meios de contato:

E-mail: comercial@sap.com
Telefones:
(21) 3861-6945
(21) 3861-6942
(21) 3861-6939
(21) 3861-6745

DIVERGÊNCIA DE VALORES

Caso ocorra uma diferença de valores na glosa, quem devo contatar?

Entre em contato com o seu comprador para esclarecer suas dúvidas.

Caso ocorra uma diferença de valores na retenção de impostos

Nesse caso deve-se entrar em contato com a GETI e falar com:
Larissa Moore Alves - larissa.alves@csn.com.br
Camila Brito - camila.oliveira@csn.com.br

ALTERAÇÃO DE DADOS BANCÁRIOS

Para atualizar os seus dados bancários e contato financeiro de sua organização, é necessário ter acesso ao Portal de cotações, após isso realize o passo a passo descrito abaixo:

1- Faça login no site https://service.ariba.com/ProfileManagement.aw/

2- Clique em ‘‘Perfil da Empresa‘‘

3- Clique em ‘‘Solicitado pelo Cliente‘‘ e após isso selecione a "Companhia Siderúrgica Nacional"

4- Após isto, aparecerão as informações de seu cadastro, então é só realizar as alterações necessárias e clicar em ‘‘Enviar‘‘

5- Em caso de dúvidas, entre em contato com o Suporte Técnico Ariba: 0800 891 3988

Confira o passo a passo ilustrado do processo.

REGULARIZAÇÃO DE NOTA FISCAL

Dúvidas sobre nota fiscal não regularizada / visível no portal

O primeiro passo nesse caso é certificar-se de que a NF e XML foi enviado para o e-mail nfe@quadrem.net , conforme orientação do texto do pedido.

Se caso a Nota Fiscal não aparecer no portal, deve-se entrar em contato com a GETI e falar com: Larissa Moore Alves - larissa.alves@csn.com.br

FATURA

Data de vencimento da fatura fora da data concentrada

Quando o fornecedor cobrar determinada fatura por atraso no pagamento, é importante observar se ele considerou o vencimento em data concentrada (A CSN só faz pagamentos em datas concentradas dias 10, 20 e 30). Permanecendo a dúvida, orientar ao fornecedor para que entre em contato com o contas a pagar CSN através do e-mail contasapagar@csn.com.br

Dúvidas sobre a condição de pagamento da fatura

Entre em contato com o seu comprador para esclarecer suas dúvidas.

Dúvidas sobre débitos abatidos

Caso você identifique que teve débitos abatidos de seus pagamentos, deve-se consultar o campo ‘‘notas do comprador‘‘ para saber os valores, e do que se trata.

Permanecendo a dúvida entre em contato com contas a pagar da CSN através do e-mail contasapagar@csn.com.br.

Dúvidas sobre risco sacado

Somente a CSN disponibiliza a antecipação de recebíveis nas 2ª, 4ª e 6ª feiras. As demais empresas do grupo não disponibilizam este processo.

Todas as faturas negociadas pelo fornecedor com o banco estão identificadas no campo ‘‘notas do comprador ‘‘ BOLETO: Risco Sacado

BLOQUEIO

Dúvidas sobre bloqueio do núcleo

As faturas com status ‘‘previsto‘‘ estão com pagamento bloqueado, no campo ‘‘notas do comprador‘‘ o fornecedor conseguirá consultar o motivo do bloqueio. Se o motivo for ‘‘bloqueio núcleo‘‘entre em contato com o comprador/contraparte e/ou fale diretamente com o núcleo de gestão de terceiros pelos telefones (24)3344-5524 e (24) 3344-4539, enviando a documentação pendente para o e-mail: nucleo@csn.com.br.

Como eu acompanho minhas faturas em aberto no portal quadrem?

Para acompanhar suas faturas em aberto e quitadas de todas as empresas de grupo CSN, siga o passo a passo descrito abaixo:

  1. Faça login no site: https://supplycentre.quadrem.net
  2. Para consultar uma nota fiscal individualmente, clique em ‘‘Procurar‘‘, ‘‘Documento‘‘, selecione o tipo ‘‘Aviso de Pagamento‘‘, e no campo ‘‘Número da Nota Fiscal‘‘ digite o número da nota desejada, em seguida, clique em ‘‘Procurar‘‘;
  3. Para consultar diversas notas por período ou status de pagamento, clique em ‘‘Faturamento‘‘, ‘‘Relatório de Aviso de Pagamento‘‘ informe o status ou período desejado, e clique em ‘‘Procurar‘‘
  4. Em caso de dúvidas, entre em contato com o Suporte Técnico Ariba: 0800 762 1434

No portal Quadrem existe um passo a passo ilustrado para a pesquisa de Faturamento Aviso de Pagamento: https://connect.ariba.com/quadremhelp

STEELCOLORS


1. Onde posso comprar o Steelcolors®?

A CSN (Companhia Siderúrgica Nacional) é a única produtora do Steelcolors, mas o produto é comercializado por sua rede de distribuidores com equipes treinadas para o atendimento comercial.

2. Qual a quantidade mínima para compra?

Por meio da rede de distribuição o produto pode ser adquirido em qualquer quantidade.

3. O Steelcolors® pode ser comprado na cor que eu desejar?

O Steelcolors foi desenvolvido para atender a 23 cores, porém está disponível para compra imediata apenas nas 4 cores padrão (Prata, Branco, Azul e Vermelho). Cores personalizadas poderão ser desenvolvidas sob encomenda, contanto que a quantidade respeite o volume mínimo para produção. Solicite o Mostruário de Cores.

4. O Steelcolors® pode receber re-pintura ou retoque ?

Sim, a re-pintura pode ser necessária por diversas razões. Uma vez que este tipo de pintura secará ao ar, ela não terá o mesmo nível de desempenho de uma pintura aplicada e curada termicamente em fábrica, no processo denominado Coil-coating.

Os fabricantes das tintas, fornecedroes para esse tipo de processo, são capazes de produzir tintas compatíveis e com a mesma tonalidade.

Para pequenas quantidades, destinadas a retoque, deve-se tomar cuidado para que a tinta seja compatível com a pintura original (Resina Poliéster). Primeiro testar a tinta numa região pequena e não visível antes de se começar a pintura da área desejada.

A CSN não se responsabiliza pelo serviço de re-pintura e retoque, e não comercializa a tinta.

5. O Steelcolors® pode ser adesivado?

O sistema de pintura com resina Poliéster do Steelcolors é ideal para a aplicação de filmes adesivos.

6. A que temperatura o Steelcolors® pode ser exposto?

O aço é muito estável termicamente, pode-se trabalhar desde -50ºC até + 300ºC, sem grandes alterações.

Entretanto, a tinta é limitada pela temperatura de cura na linha de pintura que é de 232ºC.

7. O Steelcolors® funciona como isolante térmico?

Não, mas como o seu substrato é o aço GALVALUME, que possui a certificação "Energy Star", tem como característica melhorar o conforto térmico.

8. O Steelcolors® funciona como isolante acústico?

Não, mas pode ser composto com produtos que desempenham esta função.

9. O que acontece com Steelcolors® num incêndio?

Por tratar-se de um substrato em aço, o Steelcolors é incombustível, o que não contribui para o incêndio.

O aço atinge seu ponto de fusão a partir 1.200ºC e a tinta possui um ponto de fusão a partir de 232ºC.

10. Como é a manutenção do Steelcolors®?

O Steelcolors pode ser limpo facilmente com água e detergente neutro.

Não devem ser usados produtos ou equipamentos abrasivos que possam danificar a pintura.

Recomenda-se de uma a duas limpezas anuais dependendo da localização da edificação.

No caso de ambiente salino, a freqüência da limpeza deverá ser maior, para remoção dos depósitos de sal e areia, conhecidos como "maresia".

Em geral o Steelcolors deve receber os mesmos cuidados que a pintura de geladeiras e carros, apesar de serem tintas diferentes.

No caso de sujeiras de remoção mais difíceis, solicite nosso Guia do Usuário, disponível em nosso departamento técnico e comercial.

11. O Steelcolors® suporta ambientes salinos?

Por meio do teste Salt Spray que simula uma atmosfera salina, o produto Steelcolors resiste à 1.000h.

12. De que material é feita a estrutura auxiliar de fixação do Steelcolors®?

É recomendável a utilização de perfis em aço galvanizado. Caso seja utilizado outro tipo de metal deve-se criar uma proteção isolante na região do contato bi-metálico para evitar formação do par eletro-galvânico (corrosão).

Recomenda-se também que os componentes e acessórios tenham durabilidade compatível com o produto Steelcolors, lembrando que o mesmo tem como aço base o Galvalume.

Em nosso guia do usuário disponibilizamos os componentes e acessórios compatíveis, solicite-o!

RECURSOS HUMANOS


VAGAS

1) Como posso cadastrar meu currículo?

Para cadastrar seu currículo, clique aqui e o mesmo será mantido no nosso banco de CVs para possíveis oportunidades. Se você quiser participar dos Programas de Atração da CSN, tais como: Estágio, Jovem Aprendiz e Capacitar, acesse a página da CSN no Vagas.com e veja as vagas disponíveis.

2) Como consulto as vagas abertas na CSN?

Acesse aqui.

3) A CSN disponibiliza programas de atração e desenvolvimento profissional para jovens?

Estamos constantemente em busca de talentos e desejamos apoiar seu desenvolvimento pessoal e profissional. Para isso, temos três Programas de Porta de Entrada: Jovem Aprendiz, Estágio e Capacitar. Para saber mais, acesse Trabalhe Conosco e verifique as vagas em aberto.

ESTÁGIO
1) Como posso me inscrever?

Acesse aqui para se inscrever no Programa de Estágio da CSN. As inscrições só podem ser feitas através do nosso site. Certifique-se que seus dados estejam corretos e confira se a sua inscrição foi enviada com sucesso.

2) Quais as localidades dos programas?

O Programa de Estágio acontece em todas as localidades da CSN no Brasil, mas a disponibilidade de vagas pode variar de acordo com a demanda das áreas de negócio. Basta clicar aqui para conhecer mais sobre essas localidades.

3) Quando abrem as inscrições?

Abrimos as inscrições a cada semestre, sendo: Outubro e Novembro, para início no 1º semestre e Maio e Junho, para o 2º semestre. Nesses momentos os candidatos selecionados participam dos processos seletivos completos (com testes on-line, dinâmicas de grupo, painéis e entrevistas).

Os cadastros realizados após a data de inscrição, permanecem no sistema para oportunidades futuras. O planejamento é realizado de acordo com as necessidades de cada unidade, e as informações estão sempre na página Trabalhe Conosco.

4) Quais os beneficios?

Os estagiários de nível técnico e superior recebem bolsa-auxílio, fretado ou vale-transporte, refeição no local ou auxílio-alimentação e assistência médica.

5) Depois de inscrito, vou participar automaticamente de todas as etapas?

A inscrição no programa não é garantia de participação em todas as etapas do processo de seleção. A primeira etapa do processo é a triagem de currículos, quando todos os cadastros são analisados de acordo com as exigências do programa - data de formatura, curso, localidade etc. Os currículos que estiverem dentro do perfil são selecionados para a próxima etapa.

6) Posso me inscrever para vagas em outros estados ou pedir transferência após o início do estágio?

Uma das principais características do Programa de Estágio é que o estudante tenha vínculo com uma instituição de ensino. Para candidatos de estágio de nível superior não é possível fazer o estágio fora do seu estado. Durante o período de estágio, o estudante ainda terá de comparecer à Universidade, não sendo possível o deslocamento para outros estados todos os dias, a fim de cumprir a exigência da carga horária do estágio.

Para candidatos de estágio nível técnico, se o estudante ainda não terminou a parte teórica, não será possível realizar o estágio em outro estado. Se o estudante já cursou toda a parte teórica, poderá estagiar em outra localidade, desde que comprove que reside na mesma localidade onde fará o estágio.

7) Quem participou da seleção anterior deve se inscrever novamente?

Se você participou do processo anterior e foi reprovado, deve se inscrever novamente.

8) Minha data de formatura é diferente da exigida no processo. Posso me inscrever?

Não é possível participar se a sua data de formatura não for compatível com a exigida pelo programa. Para que o estagiário possa desenvolver habilidades práticas na sua área profissional, é necessário que já tenha conteúdo teórico de acordo com as atividades que vai desenvolver.

9) Meu curso é diferente dos cursos solicitados. Posso me inscrever?

Não é possível se inscrever para um curso diferente ou parecido com o seu. O estagiário será acompanhado por um profissional da CSN preparado para avaliar e desenvolver junto ao estagiário habilidades técnicas e teóricas específicas da área de formação requisitada. Além disso, nas etapas finais da seleção, você deverá apresentar os comprovantes de escolaridade e matrícula do curso pelo qual optou.

10) Depois do estágio, posso ser efetivado?

A possibilidade de efetivação depende da performance do estagiário, além da disponibilidade de vaga.

11) Por que não fui selecionado na triagem dos currículos?

Essa fase está relacionada ao perfil das vagas. O não aproveitamento nessa etapa acontece porque o currículo não atende às exigências de formação, período de formatura, localidade etc.

Última Atualização em 11 de Janeiro de 2017

Voltar Topo